quinta-feira, 13 de setembro de 2012

quem casa quer casa

Eu já sou dona de casa há um tempinho. Ter meu próprio espaço ajudou bastante no processo autoconhecimento. Em contrapartida, ter autoconhecimento me ajuda bastante no processo de cuidar da minha casa.

Foi passo-a-passo.
Eu já morei em dois quarto-e-sala diferentes, onde tudo que eu queria era praticidade.
Eu já morei em um apê grande demais só para mim, no qual tudo era do jeito que veio (espaço físico sem reforma e móveis doados por familiares diversos). Nele, o que eu queria era deixar as minhas poucas coisas respirarem enquanto planejava realizar um espaço do meu jeito.
Agora eu moro no mesmo apê, mas ele é reformado de acordo com meu sonho e fica em constante processo de decoração.

No tempo de pensar um espaço do meu jeito percebi que duas coisas me eram fundamentais: que fosse organizado para o meu dia-a-dia e que fosse aconchegante para receber os amigos. Parece que deu certo.

A questão de manter tudo organizado mesmo quando o dia-a-dia se põe a correr é bem difícil. Uma coisinha que fica fora do lugar hoje se junta com a de amanhã, e de depois, e de depois... daí já viu! A melhor atitude para não deixar que isto aconteça é devolver tudo para o lugar logo depois do uso. E a melhor forma de fazer isso é ter lugar certo para tudo. Parece óbvio, mas olhe bem a sua volta e me diga se é tanto assim.

Ontem achei este site aqui com diversos produtos para organização de espaços. Curti!

Nenhum comentário:

Postar um comentário